terça-feira, 28 de junho de 2011

Saúde, qualidade de vida e disposição

Nunca confiei muito nessas barrinhas de cereal com chocolate, sinto como se estivesse comendo um Kinder Bueno.

Sofrimento recente na humanidade se comparado aos seus milhares de anos, a dieta – nova forma de autoflagelação- expande seus preceitos em nosso mundo das maneiras mais distintas. Seja no papo com a colega, nas revistas desocupadas, ou mesmo no imaginário de loucas que acham que comer apenas salsicha durante um mês vai lhes dar aquele corpinho que será hit nesse verão – e em todas as outras estações, diga-se de passagem.

Até mesmo eu, pessoa tão racional, consciente, atenta às ideologias que o mundo nos impõe, caí nessa onda. De manhã shake, de tarde alface, de noite shake , água está liberada. Isso não é vida! Para que porcaria de função eu tenho dentes?

Sem falar nos exercícios físicos. Predadores no geral correm para caçar suas presas. Nós humanos no máximo tiramos nossa bunda do sofá para pegarmos a lasanha congelada no freezer, ou colocar uns nuggets no microondas –cozinhar é coisa do passado. A humanidade evoluiu tanto que agora reproduzimos na academia a vida selvagem. Não consigo imaginar leões correndo no mesmo lugar para manter o físico, ou passando em algum drive thru para pegar sua caça.

Algum crítico dirá: “Somos animais racionais!”. Claro que somos, mas não deixa de ser engraçado ver uma pessoa correndo no mesmo lugar sobre uma esteira. Se pararmos para pensar parece uma pegadinha, assim como falar ao telefone me dá a impressão de solidão, mas isso é assunto para outra crônica.

Acho engraçados os que entram na academia e dizem: “Eu quero saúde, qualidade de vida, ter mais disposição. Por isso estou aqui”. Se eu fosse instrutora dessas academias sempre riria sozinha dessas pérolas. Quem achamos que enganamos quando dizemos que vamos malhar para termos qualidade de vida? Tudo mundo sabe que mulher malha para ficar gostosa, homem para ficar bombado e os dois para não serem gordinhos.

Mas se vocês querem saber eu não culpo as mulheres. São tantas as pesquisas que dizem que está faltando homem no mundo que até eu estou pensando em fazer minha matrícula na academia aqui do lado de casa. Claro que não direi o meu objetivo ao instrutor, direi apenas que quero qualidade de vida... E no fim das contas, estar habilitada para esse mundo competitivo e selvagem dos relacionamentos conta como qualidade de vida não conta?

(Stella Araujo)

Um comentário:

  1. Tem selinho pra vc no meu Blog (:

    Beijoos!!

    http://pathyoliver.blogspot.com/2011/06/500-seguidores-yupiiii.html

    ResponderExcluir